Install theme
Não há nada como a respiração profunda depois de dar uma gargalhada. Nada no mundo se compara à barriga dolorida pelas razões certas. E essa era ótima.
— As vantagens de ser invisível.   
Seria mais alegre e romântico um discurso assim: Ela: “prometo nunca sair da cama sem antes dar bom-dia, deixar você ver os jogos de futebol na tevê sem reclamar, ter paciência para ouvir você falar dos problemas do escritório, ter arroz e feijão todo dia no cardápio, acompanhar você nas caminhadas matinais de sábado, deixá-lo em silêncio quando estiver de mau humor, dançar só pra você, fazer massagens quando você estiver cansado, rir das suas piadas, apoiá-lo nas suas decisões e tirar o batom antes ser beijada”. Ele: “prometo deixar você sentar na janelinha do avião, emprestar aquele blusão que você adora, não reclamar quando você ficar quarenta minutos no telefone com uma amiga, provar a comida tailandesa que você preparou, abrir um champanhe no final de tarde de domingo, assistir junto o capítulo final da novela, ouvir seus argumentos, respeitar sua sensibilidade, não ter vergonha de chorar na sua frente, dividir vitórias e derrotas e passar todos os Natais do seu lado”.
— Martha Medeiros. 
Quando as pessoas te perguntam se você esta bem, elas não querem realmente saber. Elas falam ou por educação ou por curiosidade. Mas muita das vezes você responde “sim”, querendo dizer um “não”. Só pra evitar perguntas onde não querem saber as repostas.
— Amanda Sousa. 
Deus sempre nos aceita mais uma vez, Joseph. Não importa quantas vezes erraremos, Ele sempre estará disposto a nos perdoar. É um amor grande a ponto de nos resgatar do mais profundo abismo. É um amor teimoso a ponto de nos amar mesmo depois de dizermos que estamos sozinhos em meio as lutas. Ele vê por detrás do sorriso amarelo, vê nosso coração em pedaços e com muita paciência reconstrói muros ao redor, nos mostrando que estamos prontos mais uma vez. Ele conhece nossas falhas, nossos erros, nossos defeitos e mesmo assim nos ama como se fôssemos perfeitos.
— Um jeito de repensar a esperança 
Seguindo!

Obrigada anjo! Segui de volta ♥

Daí ela se lembrou de como é ser forte. Ela enxugou suas lágrimas e sorriu. Sim, sorriu, porque ela sabe que algo melhor está por vir. Ela sabe.
— Tati Bernardi.  
Amar de longe não é fácil. É complicado não acordar com aquele cheiro, aquele calor do corpo, aquele abraço. É doloroso não ter aquela voz no ouvido, aquele colo, aquela risada boa e boba. Pode ser logo ali, naquela cidade que fica a quarenta e cinco minutos de avião. Pode ser lá longe, em outro país. Pode ser em outro estado. Pode ser do outro lado do oceano. Não importa: a saudade arde. Mas serve para nos mostrar como o outro é importante. Serve para mostrar como pequenas coisas fazem falta. A saudade faz a gente prestar mais atenção no outro. E, principalmente, a saudade mostra o que é de verdade. Porque só os amores guerreiros sobrevivem ao tempo e à distância.
— Clarissa Corrêa
Quase aprendi a tocar piano. Quase fui professora de balé. Quase passei numa prova de inglês, quase fui fluente no francês. Quase ganhei um torneiro internacional, quase fui amiga de um italiano. Quase subi numa duna gigante. Quase me pendurei de cabeça para baixo na árvore. Quase comi sopa por um mês inteiro. Quase comi dois potes de brigadeiro de uma vez só. Quase liguei ontem a noite pra quem eu sempre costumava ligar. Quase mandei uma mensagem dizendo que sinto a falta dessa mesma pessoa. Quase chorei a noite toda. Quase pensei que a dor não iria embora. Quase vivi a minha vida inteira por lembranças e quase cansei de tanta coisa não terminada, tanta coisa sem continuação, tanta coisa sem êxito. Tanta vírgula que deveria ser ponto, tanta página que eu não quis passar, tanto livro que eu não quis fechar, tanta história que eu cansei de ler. Mas hoje, decidi resolver minhas coisas. Resolvi desistir do que não quero mais e terminar o que deixei para depois. Resolvi esquecer os que me fizeram mal e quase viver sem tantos ”quases”. E quase viver sem limitações.
— Borbulhar  
Precisamos saltar entre as barreiras para escalarmos em nossos sonhos.
— Luiza Ribeiro Assis.  
Eu queria que em um dia qualquer, você chegasse de fininho, me abraçasse apertado e dissesse: Senti sua falta.
— Caio Fernando Abreu.
O amor não é para os fracos. Amor é o que fica depois do desespero. Amor é o que fica depois da vingança. Amor é o que fica depois da solidão. Amor é o que fica depois das brigas. Amor é o que fica depois da bebedeira. Amor é o que fica depois da fofoca. Amor é o que fica depois das dúvidas. Amor é o que fica depois do orgulho. Amor é o que fica depois dos gritos. Amor é o que fica depois da raiva. Amor é o que fica depois dos erros. Amor é o que fica depois da cobrança. Amor é o que fica depois do cansaço. Amor é o que fica depois de ir embora. Se o amor ficou depois de tudo, não finja que ele é nada.
— Fabrício Carpinejar  
Eu sempre ouvi os meus silêncios. Essa voz que mora em mim sem pagar aluguel e me faz gaguejar. Gaguejar calado, é verdade, mas ainda assim gaguejar. Quem ama gagueja. Quem ama diz eu te amo com chiado, pausas imprecisas. É imperfeitamente compreensível! Sim. Esses são os que amam que verdade. Os que não desafinam, nasceram com o discurso dos amantes decorado na ponta da língua, nas nuvens do céu da boca. O amor não permite dever de casa, o amor não se aprende de cor, o amor se estende de corpo e calma. Nunca acredite no amor de quem diz eu te amo sem hesitar duas ou três vezes, sem desafinar setecentas mil vezes. Ouça os seus silêncios. Eles gaguejam incansavelmente até você ousar usar o que tem de mais bonito: o eco do grito dos seus sentimentos.
— Eu me chamo Antônio. 
C    redit